quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Fila dupla nas comerciais de Brasilia

É uma verdadeira merda não ter onde estacionar. Brasília não tem mais vagas. Os lojistas estacionam na frente das lojas e as vagas para o público que vai comprar ficam ocupadas o dia inteiro. Não há rotatividade.

Bem, há soluções simples simples, como a sugerida pelos guardas de trânsito: se você tiver alguém para ir com você, largue-o(a) na loja e fique dando voltas com o carro até que a pessoa volte da loja. Se você estiver sozinho, esqueça.

Antes, achava que poderia parar e ficar no volante enquanto alguém que estivesse comigo ia na loja comprar algo - isso sempre funcionou e nunca demorou mais do que alguns minutos. Também nunca representou transtorno para ninguém visto que é possível deslocar o carro se necessário. Também achava que resolvia se eu ligasse na loja e pedisse que a mercadoria me fosse entregue no carro. Acompanhada, sempre fui altruísta a ponto de não parar numa vaga, para deixá-la para quem estivesse sozinho e não pudesse deixar o carro na fila dupla. Ledo engano. Segundo os guardas, parar significa apenas fazer o embarque e o desembarque instantâneo de pessoas. Se você espera alguns minutos no volante, não está parado, está estacionado!

Que multem e guinchem os descansados e mal educados que largam o carro trancando as pessoas que estacionam nas vagas. Mas que sejam sensatos e respeitem quem é sério e quer apenas comprar pão. É a síndrome da era do 0800, que faz tratarem todo mundo como deveriam tratar apenas ignorantes, contraventores e bandidos. A partir do comportamento errado de uns, tratam mal a todos.

Fica cada dia mais impossível comprar nas comerciais das quadras. Daqui a algum tempo, desisto de ter carro. Quem sabe um dia desista de morar em Brasília... Por ora, desisto de entender a interpretação equivocada e a burrice na aplicação de certas leis.

4 comentários:

Mwho disse...

Democracia tem suas desvantagens, né? Eu, por exemplo, acho ótimo que não tenha ninguém parado em fila dupla...

vbserra disse...

Infelizmente a interpretação da lei é feita sem conhecimento e muitas vezes arbitrariamente. Para nós, que vimos Brasilia nascer, tudo isto está errado. A convivencia com esse povo que baixou em Brasilia nestes ultimos 8 anos está estragando a nossa educação de trânsitoe levando a esses descalabros.Que saudade dos tempos em que Brasilia era nossa!

Mwho disse...

Parar, segundo o Código de Trânsito Brasileiro, significa "parar o tempo suficiente para embarcar ou desembarcar um passageiro"...

MShow disse...

Deveriam contemplar embarque e desembarque de mercadorias; acompanhamento de pessoas idosas e casos reais.